Review – Spore

26 11 2008

Vou hoje de um jogo que gosto muito, Spore. Apesar de ser inovador, depois de um tempo, torna-se repetitivo. Mas, é um jogo exelente. Do mesmo criador de The Sims 2, Spore apresenta uma idéia muito óbvia, mas pouco (ou nada) explorada: Montar uma célula e guiá-la durante seu processo evolutivo, virando uma criatura, formando uma tribo, uma nação e finalmente, explorar a galáxia. Simples, porém genial.

 

HISTÓRIA 

Spore não tem história. Você monta a história. Quer uma criatura de três olhos fanática que dirija carros com tropetes? Tudo bem. Quer uma criatura cabeçuda, que saia pelo espaço combatendo o mal? OK. Assim é Spore.

Nota para a história: – (não há história)

 

JOGABILIDADE

A jogabilidade agrada a gregos e troianos, podendo jogar com o mouse ou o teclado. Os comandos são os mesmos em todos os estágios. Nos editores, a mesma coisa, os comandos são os mesmos em todos. Isso torna o aprendizado muito simples. Mas, nos estágios da Tribo e Civilização, a simplicidade pode irritar fãns de Jogos de Estratégia (como eu), pois esses estágios são muito simples, sendo muito repetitivos. Mas o estágio da civilização se salva um pouco, pois você pode escolher o tipo de civilização, militar, econômica ou religiosa, Cada uma com táticas diferentes das outras. E há algo muito legal em todos os estágios: Criaturas Épicas. São criaturas gigantes, quase invencíveis, que podem destruir tudo! Outro elemento bacana, são as realizações. São medalhas que você ganha quando cumpre certos objetivos, como acabar determinado estágio em tanto tempo ou matar tantas criaturas. 

Nota para a jogabilidade: 9,5

 

VISUAL

Os gráficos são bons, cumprem seu papel. Não são um Call of Duty 4, mas são bons. Alguns erros são encontrados, mas são aleatórios, variando de computador pra computador. Apesar de ser uma galáxia infinita, com mais de mil espécies, o jogo roda suavemente (dependendo da configuração do pc, claro). As animações são bem-feitas, variando de criatura para criatura. O humor do Will Wright está presente, com lhamas, danças e muitos, muitos Easter-eggs. O menu está bem prático e simples, com um visual bem clean. 

Nota para o visual: 9,5

 

PERSONALIZAÇÃO

O grande trunfo de Spore. Você pode fazer tudo, desde células, até espaçonaves. Não há jogo mais personalizável que Spore. Crie hinos, veículos, edifícios, tudo. E o sistema de compartilhamento das criações é muito bom. Há uma seção, chamada Sporepédia, onde tudo o que você, ou outros usuários criaram são armazenados. Você seleciona seus amigos, ou conjuntos de itens que você goste, e o jogo baixa as criações para você. Não podia ser melhor. Você nunca verá coisas repetidas, já que a Sporepédia conta com mais de 3 milhões de criaturas!

Nota para a personalização: 10

SOM

a trilha sonora de Spore, composta por Brian Eno, é muito boa. É feita de música ambiental, e dá personalidade ao jogo. As músicas mudam comforme a sua criatura. Se for agressiva, músicas mas tensas, com tambores e tudo mais. Se for Pacífica, músicas calmas, com flautas e efeitos meio hippies. Tudo muito bom, mas em certos momentos, não há som no jogo. Claro que são momentos onde o som não é necessário, mas faz uma falta.

Nota para o som: 9,5

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS 

Spore é um jogo inovador, com muito potêncial. mas, como aconteceu com The Sims, o melhor virá nas expansões. Mas o jogo não decepciona. É um jogo emocionante, onde você sente raiva de alguns impérios, gosta de outros, etc. Mas o jogo fica repetitivo depois de uns dias. Cada estágio é totalmente diferente, os filósofos vão notar que conforme sua célula evolui, mas se perde a individualidade… Mas isso é pra outra hora. Também recomendo o site http://www.sporando.com , do qual faço parte. 

Nota final: 9,5

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: